SORRISO METÁLICO

 

De aparelho nos dentes

A primeira consulta ao odontopediatra deve acontecer assim que o primeiro dente do seu filho apontar na gengiva. O especialista vai orientar sobre os cuidados com a higienização bucal e quanto à alimentação da criança, fundamentais para a prevenção da cárie. Depois, o acompanhamento deve acontecer a cada 6 meses. Durante essas visitas, o dentista pode, sim, considerar o uso do aparelho móvel nos dentes de leite.

Eles só começam a cair por volta dos 5 anos, mas alguns problemas de alteração do encaixe dos dentes podem ser resolvidos com tratamentos especializados antes mesmo de os dentes definitivos nascerem. A ortopedia funcional dos maxilares é uma especialidade da odontologia que trata das crianças que ainda estão na fase de desenvolvimento, com o uso de aparelhos móveis. Ela atua durante o crescimento, sendo de caráter preventivo. “Essa é a área da odontologia que visa o estímulo adequado de crescimento e desenvolvimento das bases ósseas--maxilar e mandíbula-- para adequada acomodação dos dentes permanentes”, explica a odontopediatra Lúcia Coutinho (SP).

Vale lembrar que o uso do aparelho em crianças em desenvolvimento vai além da questão estética, já que ele monitora problemas que, muitas vezes, podem piorar com o tempo. O aparelho fixo só é indicado para a criança que já desenvolveu a dentição mista (dentes de leite e permanentes).

Abaixo, veja em quais situações seu filho precisa usar aparelhos móveis ainda nos dentes de leite. E lembre-se: sua ajuda será fundamental para que a higienização do aparelho seja feita corretamente.

Dentes tortos
Se a criança ainda não começou a trocar os de leite pelos permanentes, mas já apresenta mau posicionamento da arcada, o recomendável é o que os pais não esperem a troca para começar o tratamento. “A mudança é dos dentes e não da arcada. Por isso, devemos preparar e estimular a base óssea para receber os dentes permanentes”, conta Lúcia.

Traumas
As crianças, especialmente quando começam a andar, estão mais expostas a tombos e batidas que podem causar algum trauma. “Os dentes permanentes da frente só começam a nascer por volta dos 7 anos. Se a criança for nova, por volta dos 3 anos, e por algum motivo perder o dente antes de ele cair naturalmente, é possível usar próteses fixas que permitem o crescimento normal do dente permanente. Esse tratamento também ajuda na parte psicológica, já que, ao entrar na escola, ela não se sentirá diferente dos colegas que ainda não perderam o dente.

Problemas de oclusopatia
A oclusopatia é um problema de encaixe dos dentes. Muitas vezes, o uso prolongado da chupeta ou o hábito de chupar o dedo causam problemas à arcada dentária, como a mordida aberta - quando a parte de cima e de baixo dos dentes não se encontram - e a mordida cruzada - que ocorre quando um ou mais dentes inferiores se sobrepõem aos superiores. O uso do aparelho, nesses casos, é recomendado já que podem levar a uma assimetria da face no futuro, e até problemas com a respiração e a mastigação da criança.

Fonte: Revista Crescer

Banner

  

Endereço
Rua João Falarz, 1292 - Campo Comprido
CEP 81280-270 Curitiba/PR

Horários de Funcionamento
Segunda a sexta-feira: 9h às 20h
Sabado: 9h às 13h